"E que a minha loucura seja perdoada, por que metade me mim é amor e a outra também."

sexta-feira, 8 de março de 2013

Contradições

Às vezes me sinto arriado nos quatro pneus [...] Mas se me desmantelo ao acaso, logo me refaço ao sabor do vento que sopra a favor, 8 e 80 por ruas estreitas do pensamento de todo bom jogador... (8)

Um beijo na testa, um carinho bem feito na nuca, palavras sinceras reconfortantes e um olhar penetrante, daqueles que te leva pra onde você sempre quis estar. E por um momento você se esquece dos problemas que tem com ele e das besteiras que ele fez sem ao menos ter a intenção. E você reafirma isso na sua cabeça, trazendo a tona o momento em que ele te disse que seria a ultima pessoa a te magoar em todo o mundo. Não faz mal acreditar, só não se deixe tornar dependente, não se isole em algo que não seja você. Não jogue fora, tudo o que você pensou e sentiu intensamente em silêncio, não conte apenas às amigas, saia do ensaio, vá para o palco e jamais se esqueça que o holofote está somente na sua direção, e na de mais ninguém.
Precisamos abrir mão de seremos propriedades exclusivas pra liberarmos melhores versões de nós menos a quem amamos. E isso, com certeza, não têm haver com a própria infelicidade, mas sim em fazer o outro feliz, esperando não como recompensa, mas como prova de uma mútua confiança, se sentir a mulher mais sortuda do mundo sempre. Quando passamos um dia fantástico, meu desejo é que ele nunca acabe ou que se repita 365 vezes ao ano. E em contra partida, quando brigamos, ah quando brigamos, meu mundo parece que vai desabar e a minha vontade é de ir a algum lugar bem distante onde eu só ouça a minha voz e que logo em seguida, você apareça me dizendo que fomos feitos um para o outro e que nada vai nos separar; fato que eu já tinha conhecimento, mas que só de ouvir pelo som da sua voz, os arrepios são involuntários. Acho que é assim quando gostamos de alguém, acabamos por estar nas duas extremidades da terra ao mesmo tempo, ou é um calor incontrolável de hormônios ou é uma frieza que gera o descaso.
É complicado de perceber quando algo esta te fazendo mais mal do que bem, e eu não estou afirmando que é isso que esta acontecendo, mas preciso admitir que dentro de mim uma tristeza tem se criado, tem feito morada, e eu não sei como desalojar essa intrusa, na verdade, acho que só você pode fazer isso, ou não. Realmente eu não sei, não imagino forma melhor de viver a não ser estando ao seu lado, mas as vezes parece que eu estou sozinha com um "boneco inflável" ou que a sua mente esta em outros ares, ares esses que eu ainda não consigo voar. A expressão "se sentir sozinha no meio de uma multidão" é de dar dó, mas me sentir sozinha estando ao seu lado, posso garantir, é muito pior.

Read More

Panela de Pressão


Será, uma palavra ou expressão, pense como quiser, que tem o poder de te atormentar pro resto da vida. As vezes eu acabo me perguntando no meio de tantos naufrágios, se eu fiz as escolhas certas. Ou será que eu virei á esquerda quando na verdade deveria ter virado à direita? Será que eu escolhi andar pelo mar quando deveria ter escolhido uma vida recheada de opções em terra firme?  São perguntas demais, questionamentos demais, pra algo tão importante que deveria estar banhado na certeza.
Cara qual é! Estamos falando da minha vida e do que eu devo ou não deixar nela. Isso não é como algo banal que decidimos no auge da emoção ou em um impulso repentino. Eu quero mais ao mesmo tempo que eu sei, que tenho que aprender a ser menos, já como dizia Fernanda Mello, cheia de razão admito, "Eu preciso aprender a ser menos. Menos dramática. Menos intensa. Menos exagerada. Alguém já desejou isso na vida: ser menos? Pois é. Estranho. Mas eu preciso. Nesse minuto, nesse segundo, por favor, me bloqueie o coração, me cale o pensamento, me dê uma droga forte para tranquilizar a alma. Porque eu preciso. E preciso muito. Eu preciso diminuir o ritmo, abaixar o volume, andar na velocidade permitida, não atropelar quem chega, não tropeçar em mim mesma. Eu preciso respirar. Me aperte o pause, me deixe em stand by, eu não dou conta do meu coração que quer muito." 
O problema todo é que, eu sou uma "panela de pressão ambulante". E vocês já perceberam que quando uma panela desse tipo explode ela ta sempre errada, ou machuca alguém, ou faz uma sujeira horrorosa? Pois é; o que ninguém vê é que, não da pra segurar. Até porquê nem o aço e nem mesmo a prata podem aguentar o descaso daqueles que mais ama.
Já faz tempo em que o que eu vi no seu olhar foi admiração, admiração por alguém que não se ama tanto quanto deveria amar. Alguém que deveria se amar ao ponto de não deixar ninguém e nada a abalar. Eu tenho saudade do tempo em que você torcia pra me ter de volta na sua vida, em que a todo tempo o seu objetivo era me conquistar com alguma atitude estilo Don Jhuan, ou me dizer alguma coisa bem bonita pra não me deixar fugir dos seus beijos. No fundo eu acho que eu só queria que você desejasse estar ao meu lado, assim como eu desejo ardentemente estar ao seu. Eu tenho medo de quando o meu desejo passar, daí só vão restar lembranças de uma boa época, e o cansaço de ter nadado tanto, pra sair ilesa desse naufrágio.

Read More

Retribuição

É muito importante ter você aqui. Escrever e Ler são duas coisas que vivem juntas, portanto agradeço a sua leitura no que eu escrevi. Desejo que você leia cada vez mais e goste cada vez mais. Volte sempre (:

Meus Amores e Minhas Amoras

Uma concepção minha

Minha foto
"Abraço minhas vontades, mesmo que a minha cara fique roxa de tanto apanhar. Cumpro minhas promessas, mesmo que me doa. Não brinco com os outros para me distrair, tampouco dou uma de boa samaritana para depois me esconder atrás da moita. Isso não. Por isso, digo e repito: gosto de gente de verdade."
Tecnologia do Blogger.

© Metade amor & Metade loucura, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena